Gonartrose: entenda o que é, suas causas e principais tipos de tratamento

Gonartrose: entenda o que é, suas causas e principais tipos de tratamento

A gonartrose é uma condição que afeta a cartilagem que reveste a articulação do joelho, resultando em dor, rigidez e, em estágios avançados, limitação de movimento. 

Até porque a cartilagem desgastada pode levar a um atrito entre os ossos, causando desconforto e dificuldades na mobilidade. Por isso, essa condição é frequentemente associada ao envelhecimento e ao desgaste natural das articulações.

Neste artigo vou explicar o que é a gonartrose, mostrar quais são os seus estágios, as causas e os principais tipos de tratamentos. Boa leitura!

Classificação e estágios da gonartrose

A gonartrose pode ser dividida em 4 grandes estágios:

  • inicial;
  • moderado;
  • avançado;
  • grave.

1. Estágio inicial

Neste estágio, há um leve desgaste da cartilagem. Pode haver alguma dor ou desconforto ao mover o joelho, mas a função articular ainda não está significativamente comprometida.

2. Estágio moderado

Aqui a cartilagem continua a se deteriorar, levando a mais dor, inflamação e possivelmente inchaço no joelho afetado. A amplitude de movimento pode começar a ser afetada, e a pessoa pode sentir dificuldade ao realizar atividades físicas.

3. Estágio avançado

Neste estágio, a cartilagem está consideravelmente desgastada, causando dor mais intensa, rigidez e limitação significativa nos movimentos do joelho. Pode ocorrer a formação de osteófitos (crescimentos ósseos) ao redor da articulação.

4. Estágio grave

Esse é o estágio mais avançado da gonartrose, caracterizado pela quase total perda da cartilagem na articulação do joelho. A dor é persistente e intensa, e a mobilidade é severamente comprometida, afetando significativamente a qualidade de vida do paciente.

Causas da gonartrose

A gonartrose é um processo complexo, e suas causas não são completamente compreendidas. No entanto, algumas condições e fatores estão associados ao desenvolvimento dessa condição, como:

  • desgaste natural das articulações;
  • envelhecimento;
  • lesões anteriores no joelho;
  • obesidade;
  • alterações na anatomia do joelho, como desalinhamento ou artrite reumatoide.

 Com o passar do tempo, a cartilagem que reveste as articulações pode se deteriorar devido ao uso repetitivo, levando ao desgaste e, consequentemente, a gonartrose.

Além disso, à medida que as pessoas envelhecem, a capacidade do corpo de reparar o tecido cartilaginoso diminui. Traumas, lesões esportivas ou cirurgias prévias no joelho também podem aumentar o risco de desenvolver gonartrose mais tarde na vida.

O peso excessivo também pode ser uma das causas, pois pode colocar pressão adicional nas articulações do joelho, contribuindo para o desgaste da cartilagem e o desenvolvimento dessa condição.

Fatores de risco

Além das causas mencionadas, alguns fatores aumentam a probabilidade de uma pessoa desenvolver gonartrose, como:

  • idade avançada;
  • histórico familiar;
  • gênero;
  • lesões no joelho;
  • atividades de alto impacto.

Idade avançada

É importante dizer que a gonartrose é mais comum em pessoas mais velhas devido ao desgaste natural das articulações ao longo do tempo.

Histórico familiar

Além disso, ter familiares próximos com gonartrose ou outras formas de osteoartrite pode aumentar o risco de desenvolver a condição.

Gênero

As mulheres têm uma tendência ligeiramente maior de desenvolver essa condição em comparação com os homens.

Lesões no joelho

Traumas, lesões esportivas ou cirurgias anteriores no joelho podem aumentar o risco de gonartrose, sendo importante ligar o sinal de alerta.

Atividades de alto impacto

Participar de atividades físicas de alto impacto ou profissões que exigem estresse repetitivo nas articulações do joelho pode aumentar o risco de desenvolver essa forma de osteoartrite.

A gonartrose tem cura?

A gonartrose, como muitas formas de osteoartrite, não tem cura definitiva. No entanto, existem várias opções de tratamento disponíveis para gerenciar os sintomas, melhorar a qualidade de vida e retardar a progressão da condição.

O objetivo principal do tratamento é reduzir a dor, melhorar a função articular e ajudar na mobilidade. Estratégias terapêuticas e modificações no estilo de vida podem desempenhar um papel significativo no gerenciamento dessa condição. 

A detecção precoce e a intervenção podem fazer uma diferença significativa na progressão da doença e na qualidade de vida do paciente.

Como é feito o diagnóstico da gonartrose?

Geralmente é realizado por um médico ortopedista, e envolve uma combinação de histórico clínico, exame físico e de imagem.

1. Histórico médico e exame físico

O especialista vai revisar os sintomas, histórico médico do paciente e realizar um exame físico detalhado, focando na articulação do joelho, procurando por sinais de dor, inchaço, sensibilidade e limitação de movimento.

2. Exames de imagem

Radiografias são frequentemente utilizadas para confirmar o diagnóstico. Elas podem mostrar o desgaste da cartilagem, a presença de osteófitos, alterações ósseas e a gravidade.

3. Outros exames complementares

Em alguns casos, ressonância magnética (RM) ou tomografia computadorizada (TC) podem ser solicitadas para obter imagens mais detalhadas das estruturas internas do joelho, auxiliando na avaliação da extensão do dano articular.

Qual é o tratamento para gonartrose?

Existem muitas maneiras de tratar esse problema, e o maior objetivo deles é aliviar a dor, melhorar a função articular e retardar a progressão da condição. Alguns dos principais métodos incluem:

  • medicamentos;
  • fisioterapia e exercícios;
  • ajudas ortopédicas;
  • perda de peso e estilo de vida saudável;
  • cirurgia.

Conheça ainda mais sobre tratamentos: Conheça 5 rotinas de exercícios para fortalecimento dos joelhos!

Como prevenir a gonartrose?

Embora a gonartrose não possa ser totalmente evitada, algumas medidas podem ajudar a reduzir o risco de desenvolver ou retardar a progressão da condição.

A primeira delas é manter um peso adequado para reduzir a pressão sobre as articulações, especialmente nos joelhos, ajudando a prevenir o desgaste precoce da cartilagem.

Outra medida é praticar exercícios de forma regular, incluindo atividades de baixo impacto, como natação, ciclismo e caminhadas, para fortalecer os músculos ao redor das articulações e melhorar a estabilidade.

Além disso, tomar precauções durante atividades físicas, como utilizar equipamentos de proteção adequados e evitar movimentos bruscos que possam causar lesões no joelho, podem auxiliar na prevenção dessa condição.

É importante também, manter uma postura adequada ao realizar atividades diárias e no trabalho para minimizar a pressão sobre as articulações do joelho.

O uso de condroprotetores via oral ou a viscossuplementação de ácido hialurônico (infiltração) também podem ser usados nos casos leve à moderados,

Por fim, realizar check-ups regulares com um médico é um grande passo na detecção precoce de qualquer problema nas articulações.

Quer entender ainda mais? Veja o vídeo a seguir:

Concluindo…

Como podemos ver ao longo deste artigo, a gonartrose é uma condição degenerativa das articulações do joelho que pode causar dor, limitação de movimento e impactar significativamente a qualidade de vida.

Embora não tenha cura, existem diversas opções de tratamento para aliviar os sintomas, retardar a progressão da doença e melhorar a função articular.

É válido destacar que consultar um profissional de saúde para um diagnóstico preciso e um plano de tratamento personalizado, é um dos primeiros passos a serem seguidos após perceber um desconforto no joelho. 

Com o manejo adequado, é possível controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida, permitindo que os indivíduos vivam de forma mais confortável e ativa.

Caso você tenha alguma suspeita de gonartrose, entre em contato comigo, Dr. Leandro Calil e marque uma consulta. Terei um imenso prazer em avaliar o seu caso, e propor o melhor tratamento possível.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros posts

Congresso Anual SBOT - Participação do Dr. Leandro Calil em 2023

Congresso Anual SBOT – Participação do Dr. Leandro Calil em 2023

A Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) é conhecida por sediar um dos eventos mais importantes da área médica no Brasil: seu congresso anual.  No cenário de constante evolução da ciência ortopédica, cada edição traz uma riqueza de conhecimento e inovação. Entre os ilustres participantes, destacou-se o Dr. Leandro Calil. Sua presença e contribuição

Leia mais »
Estalo no Joelho pode ser Lesão de Menisco? Descubra nesse post!

Estalo no Joelho pode ser Lesão de Menisco? Descubra nesse post!

O estalo no joelho é uma ocorrência comum e muitas vezes pode ser um sintoma de uma lesão de menisco. Vale destacar que o menisco é uma estrutura essencial para a estabilidade e função adequada do joelho.  Neste artigo, vou mostrar o que é uma lesão de menisco, seus sintomas, causas, diagnóstico, tratamento e fornecer

Leia mais »
Rolar para cima